quarta-feira, 11 de abril de 2007

Crassula conjuncta

Crassula conjuncta N.E. Br.
Família Crassulaceae
Essa planta é muito confundida com Crassula perforata, mas essa última é menor e não tem as bordas vermelhas.
Planta muito resistente, fica linda em sol pleno. Se deixada na sombra, perde o vermelho e fica estiolada.
Costuma dar flor no final do verão, começo do outono.

Veja os brotinhos de um galho cortado:
Essa foto está ruim, mas a cor é essa. Note a Crassula perforata do lado esquerdo:Aqui estão as fotos da inflorescência e, em detalhe, das flores:Essa são fotos de abril de 2008:

sexta-feira, 6 de abril de 2007

Echeveria gibbiflora var carunculata

Echeveria gibbiflora Moc. & Sessé ex DC.
Família Crassulaceae.
Essa planta é muito interessante, com as protuberâncias que aparecem em suas folhas.
Não consegui reproduzi-la por estacas foliares, mas acredito ser possível.
Cresce rapidamente e tem uma grande variação quanto ao formato.
Quando comprei era assim:Só depois de colocada no sol ela adquiriu a forma típica e a cor avermelhada.

Pela primeira vez a planta está florindo, no mês de março.

quarta-feira, 4 de abril de 2007

Jovibarba sobolifera

Jovibarba sobolifera (Sims) Opiz
Família Crassulaceae
Essa é uma das minhas preferidas. Não é muito comum e eu nunca vi as flores, mas é muito bonita e interessante, alén de ser resistente.

Reproduz-se por brotos que aparecem nas folhas.
Quando exposta ao sol pleno, fica parecendo um repolhinho.
Fica linda também no jardim.

terça-feira, 3 de abril de 2007

Haworthia retusa

Haworthia retusa (L.) Duval
Família Asphodelaceae
Planta de crescimento lento, vai melhor sem muito sol direto, mas algumas horas não fazem mal. Na verdade, com um pouco de sol, fica mais compacta e, na minha opinião, mais bonita.
Propaga-se facilmente por estacas caulinares, através do diversos brotos que surgem em sua base.
Em dois anos, nunca floriu.

domingo, 1 de abril de 2007

Cyanotis somalensis

Cyanotis somalensis C.B. Clarke
Família Commelinaceae
Essa planta é ideal para forrar canteiros, mas vai muito bem também em vasos.
Parece uma grama "peluda", e forma tufos muito resistentes.
Sua flor é muito delicada e de cor roxa.

segunda-feira, 26 de março de 2007

Oxalis succulenta

Oxalis succulenta Barnéoud
Família Oxalidaceae
Planta muito fácil de cultivar, resistente a solos pobres. É muito florífera, mas nunca vi frutos.
Para propagar, faça estacas caulinares no local definitivo.
Com sol pleno fica avermelhada, com folhas pequenas e caules bem gordinhos. Na sombra fica com folhas maiores e caules finos e compridos.

segunda-feira, 19 de março de 2007

Gasteria pseudonigricans

Gasteria pseudonigricans (Salm-Dyck) Haw.
Família Asphodelaceae.
Essa eu confesso que não tenho certeza do nome, mas foi o mais próximo que consegui.
Crescimento muito lento, ainda não deu flores.
Pareceu indiferente à quantidade de sol, pois, apesar das mudanças de local, nunca parou de crescer.

domingo, 18 de março de 2007

Gasteria armstrongii

A inflorescência ainda pequena

As flores

Gasteria armstrongii Schoenland
Família Asphodelaceae.
Comprei essa planta numa feira de artezanato. Logo em seguida ela deu flores e novos brotos, no final da primavera / começo do outono.
Se crescimento é lento, mas constante.

sexta-feira, 16 de março de 2007

Portulacaria afra variegata

Portulacaria afra variegata
Família Portulacaceae.
Mais delicada do que a espécie selvagem, a variegata (com folhas amarelas e verdes) não se deu muito bem no jardim, em sol pleno; aparentemente vai melhor eu um ambiente mais ameno, com umas 4 horas de sol direto por dia. É muito bonita, mas eu nunca vi uma maior que uns 30 centímetros.

Portulacaria afra

Portulacaria afra Jacq.
Família Portulacaceae.
Essa planta pega muito bem por estacas caulinares. O ideal é fazer estacas com uns 10 cm. Não precisa tirar as folhas. Cresce se espalhando rente ao chão formando um arbusto, mas, com o tempo, pode virar uma arvoreta. Já vi algumas com 2 a 3 metros de altura.

domingo, 11 de março de 2007

Agave macroacantha Zucc.

Família Agavaceae
De desenvolvimento lento, chega a uns 50 cm de diâmetro no chão. Em vaso ainda não cresceu muito.
Nunca vi as flores, mas os espinhos são muito bonitos e grandes, portanto, o manuseio deve ser feito com muito cuidado.
A propagação pode ser feita separando os brotos que a planta dá na base.

sexta-feira, 9 de março de 2007

Agave horrida Lem. ex Jacobi

Família Agavaceae.
Planta bonita mas de espinhos pontiagudos.
De crescimento lento, chega a 70 cm de diâmetro.
A planta se propaga assexuadamente através de estolhos que surgem de caule subterrâneo. Esses brotos podem ser separados e replantados. Nunca vi as flores, portanto nunca tentei a reprodução por sementes.

quinta-feira, 8 de março de 2007

Agave attenuata Salm-Dyck

Família Agavaceae.
Essa Agave é a que, na minha experiência, vai melhor em ambiente sombreado.
Forma belos maciços e não possui espinhos.
A inflorescência parece um tromba de elefante, e é daí que vem seu nome popular.

terça-feira, 6 de março de 2007

Agave angustifolia Haw.

Família Agavaceae.
Planta muito comum em paisagismo, em praças e jardins.
Não fica muito grande (um metro de diâmetro, mais ou menos) e sua inflorescência tem um três metros de altura.

Agave americana L.

Família Agavaceae.
Foto foi tirada no Parque onde eu trabalhava.
Essa planta é muito bonita e de crescimento lento.
Muito resistente ao transplante, mesmo quando grande (fica com mais de um metro de diâmetro).
Nunca vi florida.

segunda-feira, 5 de março de 2007

Aeonium haworthii variegata

Família Crassulaceae.
Comprada em setmbro de 2006.
É uma planta muito bonita que cresce devagar. No sol, suas folhas puxaram mais para o vermelho.

Aeonium haworthii Salm-Dyck ex Webb & Berthel.

Família Crassulaceae.
Essa foto foi tirada no Parque em que eu trabalhava. Em breve colocarei uma foto de cultivo em vaso.
Essa planta forma uma "arvorezinha", muito ornamental.
Pega bem por estacas foliares.
Nunca deu flores.

domingo, 4 de março de 2007

Aeonium arboreum var. atropurpureum (W.A.Nicholson) A.Berger


Família Crassulaceae
Planta mais difícil de cultivar do que o Aeonium arboreum comum.
Nunca vi florida.
Essas fotos foram tiradas no parque onde eu trabalhava.

Aeonium arboreum (L.) Webb & Berthel.

Família Crassulaceae
Planta meuito resistente e de fácil cultivo. Se reproduz bem por estacas que podem ser feitas em local definitivo.
Quando dá flores (normalmente na primavera), precisa ser replantada, senão definhae chega a morrer.
A planta cultivada em vaso.

A inflorescência.

quinta-feira, 1 de março de 2007

Senecio articulatus (L.) Sch. Bip.

Família ASTERACEAE.
Peguei uma pequena muda dessa planta em fevereiro de 2006, quase morrendo, e ela se recuperou (veja última foto).
Floresceu em junho. Deu frutos mas as sementes não germinaram.
Suporta sol pleno, mas prefere um local onde pegue cerca de 4 ou 5 horas de sol por dia.









Foto das flores:Foto dos frutos:A mudinha se recuperando:

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Haworthia cooperi


Família ASPHODELACEAE
Ganhei de presente em julho de 2006.
Seu crescimento é lento e ainda não deu flores. Parece ser bem tolerante quanto à quantidade de luz. raticamente não sentiu quando mudou de um lugar à meia-sombra para um de sol pleno.
Suas folhas transparentes são muito interessantes e bonitas.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Adromischus cristatus

Família Crassulaceae.
Planta adiquirida em abril de 2006.
Se desenvolveu bem, mas durante o verão perdeu várias folhas.
Está florindo em fevereiro, mas as flores ainda não abriram.
Repare nos filamentos marrons que saem do caule junto com as folhas.

Adromischus cooperi (Bak.) Berger

Família Crassulaceae.
Comprei essa planta em junho de 2005. A diferença entre as duas fotos é de oito meses (são ambas fotos da mesma planta).
Está agora (fevereiro de 2007) com botões, mas as flores ainda não abriram.
Pega por estaca foliar com facilidade, mas é de crescimento lento.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Xerosicyos danguyi Humbert

Família Curcubitaceae (a mesma família da abóbora, melancia etc.)
Ganhei uma muda dessa planta de um grande amigo. Seu crescimento é lento e ela deve ser algum tipo de trepadeira. Vamos esperar pra ver.

domingo, 25 de fevereiro de 2007

Peperomia dolabriformis Kunth

Família Piperaceae.
Comprei essa planta em julho de 2006 e ela já floriu várias vezes, em todas as épocas do ano.
Seu crescimento é lento e eu não tive coragem de fazer mudas.

sábado, 24 de fevereiro de 2007

Echeveria 'Perle Von Nurnberg'

Família Crassulaceae.
Tenho essa planta desde maio de 2005.
Sua forma mudou muito, pois a coloquei no sol e ela ficou mais compacta e com as folhas mais grossas.
Muito resistente, pega fácil por folhas, mas nunca deu flores.