sexta-feira, 4 de julho de 2008

Kalanchoe beharensis

Kalanchoe beharensis, da família Crassulaceae, é uma das plantas mais populares entre as suculentas. É originária de Madagascar.
Aceita bem qualquer tipo de solo, mas o prefere rico. Vai bem tanto em vasos como em jardins. Prefere locais bem iluminados, de preferência a pleno sol.
Essa foto do início do post foi tirada em uma casa na cidade de Santo André, e essa planta é a maior que já vi, com uns três metros de caule!

Abaixo uma planta do tamanho em que é comumente comercializada.

A mesma planta florida, alguns meses depois. Note que a inflorescência é bem maior que a própria planta:
Detalhe da flor:
Aqui, uma folha que caiu da planta e desenvolveu inúmeros brotos, sem cuidado algum:
A aparência da planta cultivada em sol pleno num jardim de cactos. Note como ela fica compacta:

3 comentários:

Évelei Winter disse...

em cara... pode me dar uma informação... essa planta ai.. ela gera brotos nas laterais das folhas quando ainda estão conectadas á planta?
tipo.. tenho alguns exemplares aki e não sei que especie que é.... acho q poderia ser esta... qualquer coisa entre com contato comigo pelo email
eveleigot@hotmail.com ok obrigado.. e adorei seu blog.. ^^

Marcus Corradini disse...

Olá Évelei!
Obrigado por visitar o blog.
Sobre a planta que você falou, ela pode sim dar brotos nas folhas. Não é tão comum como em outros Kalanchoes, mas acontece...
Agora, se você retirar uma folha da planta e deixar em local sombreado, inúmeros brotos aparecem na base da folha. Mas essa planta é bem característica, pois as folhas são "peludas".
Se você quiser, me mande umas fotos pra esse e-mail que eu confirmo pra você.
Abraço
Marcus Corradini

Welerson disse...

Ola Marcus Carradini, gostaria de saber mais sobre as sementes das suculentas. Tenho varias estou começando a fazer umas experiencias com sementes para ver se elas germinam Tenho uma planta echeveria agavoide que esta com varios pendoes de flores recolhi algumas e apertei elas dentro de uma recipiente com algodão mas percebi que elas são minusculas, até parece um pó. Vamos ver se germinam. Fale mais de sementes de suculentas. abracos obrigado.